quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Ano Novo, post do costume


Desejo a todos os que por aqui passam (e os que não passam também, que eu sou muito generosa) um óptimo ano de 2010, cheio de amigos, amor, saúde, dinheiro (para comprar aquele amor mais difícil :p) e muitos sapatos. Excelente 2010 pessoal!

E para 2009 não vai nada nada nada?

Vai, claro. O look escolhido (finalmente) para a passagem de ano! A compra de uma clutch azul linda ontem decidiu o resto do conjunto.


quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

E eu nem suspeitei de nada


Amiguinhos e amigão (vocês sabem quem são): muito obrigada pela festa de aniversário surpresa, pelos presentes super especiais (nem tive que fingir que gostava deles, gostei mesmo!), por fazerem questão de partilharem comigo esta data tão especial e principalmente pela vossa amizade. Vocês são os maiores :)

E os 3 presentes que decidi aqui partilhar foram estes (sem o mínimo desprimor para com os outros, eram todos fantásticos):


Peça Pandora "Forget-me-knot"


(não consegui fazer upload duma foto do meu novo super telemóvel 
que é mais um super-mini-mas-fantástico-computador)

Gente da blogosfera: muito obrigada pelos votos de feliz aniversário enviados para o e-mail e para o Facebook! Pronto, vocês também são os maiores!


(já sei que o post vem atrasado uns dias, mas 
sempre me ensinaram que "mais vale tarde do que nunca")

sábado, 26 de dezembro de 2009

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Bloco de notas de uma adolescente - Parte 2

(Para quem não tem lido o blogue e este post parecer "caído aqui de pára-quedas", ver "Bloco de notas de uma adolescente - Parte 1" aqui)

"Dia 4:
- Comprar um biquini!!!!!!!
(não te esqueças de sair com o Luís para a semana) - OU NÃO!" (informa a minha irmã que o "ou não" foi acrescentado horas depois, com alguma raiva pelo moço)
- Descobrir de quem é o 91XXXXXXX
Agora a sério, comer verniz estraga as unhas!

Dia 5:
- Sair com o Luís, que tem sido mto mto mto mto mto mto mto fofo (apesar de ser narcisista!)
- Desta vez, não comas o verniz das unhas!

Dia 6:
- Poupar dinheiro para a bolsa da Bershka
- Comprar verniz com mau sabor.

Dia 7:
- Não te esqueças de poupar dinheiro para a bolsa da Bershka!
- Euromilhões: apostar no 8!
- Ai, Filipe!" (ei, não era Luís?!?!)
- Não comas verniz, f*d@-se!"

E para hoje já chega.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Resumo do meu Domingo:

13h00 - encontrei-me com uns amigos com quem já não me reunia há muito tempo para passarmos o dia juntos.
13h30 - comi amendoins salgados
13h45 - comi empadas de frango
14h00 - comi pão de alho
14h10 - comi filetes com arroz e batata frita
14h40 - comi arroz de pato
15h00 - comi gelatina de pêssego
15h15 - comi gelatina de morango
15h35 - servi-me de 2 miniaturas bem boas
16h00 - começamos escolher um filme para ver no computador
16h15 - comi pringles enquanto se decidia que filme íamos ver
16h45 - escolhemos finalmente o filme (escolha que se revelou um autêntico erro de casting --' )
17h30 - intervalo para o famoso "xixizinho" e mais umas pringles
Até ao fim do filme ia comendo enquanto se gozava com o filme e se ia dormitando.
19h00 - comi bolo de chocolate
19h30 - comi gelatina de morango
19h40 - comi gelatina de pêssego
20h10 - despedi-me dos meus amigos
22h00 - chego a casa e não resisto a uns restos de "Bacalhau à Brás" que tinha feito no dia anterior.
23h00 - como maçã com queijo enquanto vejo os "Ídolos" e escrevo este post.

E depois ainda me queixo e digo que não entendo porque engordei 3 quilos.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Ídolos 2009 - O tasqueiro, o sr. director, o músico e a filha do criador do Rock in Rio

Estava eu numa das minhas incursões matinais na net quando fui parar a um site onde se discutia o júri do Ídolos Portugal 2009 (não me perguntem como cheguei ao site em questão, não é algo de que me orgulhe). Li na diagonal alguns comentários e eis que parei num dos comentários em relação àquele júri, feito por um tal de Luís:


"Utilizando os mesmos critérios e a mesma forma de análise destes cromos, então cá vai: 


Manel - o manel é um verdadeiro azeitolas. tem pinta de chuleco e Deus Nosso Senhor concedeu-lhe o privilégio de possuir todas as qualidades que deve ter um tasqueiro. Gosta de se armar ao pingarelho como qualquer pintas, sobretudo com uma febra daquelas ao lado. Ah pois é! Ó manel deixa-te de merdas que dali não mamas nada. Ou achas que a Roberta tem carinha de quem gosta de tascas? 





Pedro - é pá só pelo nome já não leva o papel amarelo. Se houvessem papeis cor de rosa ainda se safava. De resto...é de vómitos. 





Laurent - é pelos vistos o unico que percebe de musica. só não percebe que perde muito por ir na onda das tascas. De principio fazia a sua análise com o devido respeito pelos concorrentes, independentemente da vocação de cada um. A partir de determinado momento...perdeu-se. Ó Laurent lá pelo azeitolas gostar de humilhar a rapaziada não quer dizer que você meta mais carvão. Fica muito mal na fotografia por agir assim. Como reagiria você se alguém se virasse para o seu filho e lhe dissesse: epá tens ar de azeiteiro !!?...Tenha por isso vergonha e não seja complacente com a pouca vergonha e com a falta de respeito pelo próximo. 

Roberta - que dizer da Roberta?....a Roberta pode até nem perceber nada de música mas é linda de morrer. Ó Roberta, com todo o respeito gostaria de te dizer que voçe deve ser uma monumental queca. Te daria todos os papeis amarelos que voçe quisesse....amarelos, azuis, vermelhos......ahhhhhh tu não é um espectáculo. Tu é show de bola smilies/smiley.gif...é melhor parar senao ainda te peço em casamento..."


Dois dias depois, o mesmo Luís deixa este comentário:
"estive a ver uns videos da Roberta e ó Roberta, tu não és linda. Lindo sou eu. Tu és um espectáculo......cantava pra ti dia e noite.........mas só um dia por semanasmilies/smiley.gif....no resto dos dias contava-te históriassmilies/smiley.gif 
que avião.......como é triste um gajo ser pobre e ainda por cima não saber cantar........"
Ah Luís... Fiquei fã. Fora a tua tara pela Roberta (pronto, também te podia dar para pior, não é verdade?), pareces ser um tipo inteligente. Só pelo teu comentário em relação ao Manel, já valeu a pena ir ter àquele site estranho!

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Bloco de notas de uma adolescente - Parte 1

O título devia ser "Diário de uma adolescente", mas infelizmente a minha irmã não escrevia  textos num diário mas frases desconexas em bloquinhos de notas. 
Enquanto procurávamos qualquer coisa no quarto da minha irmã, encontramos um bloco de notas escrito por ela quando ela era adolescente. Começamos a ler as primeiras linhas e depressa esquecemos o que estávamos a procura. E decidimos que o material era tão bom que merecia ser partilhado. Por isso os posts dos próximos tempos vêm directamente do bloquinho de notas cor de rosa dela.


"Dia 1:
- Comprar Fructis SEM FALTA!
- Comprar caderno A5
Notas pessoais: não usar laranja e não comer o verniz das unhas.
Miss U Filipe...


Dia 2:
Para a semana: Sair com o Luís
                        Não esquecer o Euromilhões!!!
ah, e mudar a àgua ao peixe!


Nota pessoal: não usar Fructis nunca mais!


Ah, e não comer o verniz das unhas!


Dia 3:
Usar champô Fructis + Condicionador Organics
Nota Pessoal: Fazer botox ao cu!
Ah, e  o número privado que me anda a dar toques é o Valter.
Não comer o verniz das unhas!"

Como podem ver, o material é muito bom. Gostei especialmente da parte em que Fructis é bom, no dia seguinte é mau, no dia a seguir é óptimo outra vez. Ah, que falta sinto da adolescência!

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

É que se há, eu não conheço!

Há alguém que use o Facebook para outra coisa que não seja jogar os joguinhos e fazer aqueles quizzes marados?

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Já sei que acordei de mau humor hoje. Mas não se nota pelo post.

Séries que no início eram muito boas, divertidas e "fixes", e que nas últimas temporadas foram por mim rotuladas como "Oh God, mas porque é que eu ainda vejo isto ?":


- Anatomia de Grey;
- Gossip Girl;
- Clínica Privada;
- House e Ghost Whisperer (ainda não vi a última temporada destas, estou a ganhar coragem, mas a penúltima temporada foi uma bosta);
- Scrubs.


Não sei como é que ainda vejo os episódios das últimas temporadas destas séries. Sim, porque são séries dramáticas mas que no início tinham momentos bem divertidos e tinham boas histórias nos episódios. Agora, sento-me no sofá enrolada na minha manta a ver os episódios que nessa semana saíram nos Estados Unidos e fico deprimida a cada minuto que passa da série. Eram séries que me divertiam, ainda que tivessem momentos dramáticos. 


- Alerta spoilers - quem ainda não sabe nada das novas temporadas não leia mais -


Está certo que nunca gostei da sonsa da Meredith, mas o incrível é que nesta temporada as partes em que ela aparece em Anatomia são as melhorzinhas... É que não há maneira de a história avançar! Porra! Já percebemos que houve uma fusão de hospitais e que há gente que tem de ir para a rua e já estou farta do drama "Izzie morre, ai não, espera, agora desapareceu, agora já cá está, agora é uma cabra e abandona o marido quando nas primeiras temporadas sempre foi a mais conscienciosa das personagens e agora já bazou outra vez". E ainda estou mesmo à espera que o O'Malley regresse em qualquer episódio. E vai aparecer.


Já nem falo em Clínica Privada, a Violet quase me põe em estado de depressão clínica em todas as cenas... Ya ya, já percebemos que sofreu um grande choque, foi esventrada e tal, e toda a gente sabe que isso é um bocado para o chato. Mas não é suposto prolongarem o drama por taaaaanto tempo. Afinal, para nos deprimirmos não vemos séries, vemos o debate mensal na Assembleia da República. Mas pronto, o Taye Diggs aparece na série e eu ainda os vou perdoando. Se não tivesse acumulado 6 episódios para ver e tivesse que esperar uma semana até ao episódio seguinte, tinha desistido de ver a série.


Gossip Girl... Vá, até era giro ver as maldades da Blair nas duas primeiras temporadas. Mas nunca suportei a Serena, os seus olhos de carneiro mal morto e aquela voz arrastada, que parece que está a gemer enquanto fala (e nem é um gemer bom) e que vai adormecer a qualquer momento. E agora tudo acontece naquelas vidinhas fúteis e com problemas que não lembram nem à máfia italiana. O que salva a série é mesmo o guarda-roupa das personagens femininas. Confesso que babo para aqueles vestidos e para aqueles sapatos.


Ao menos Donas de Casa Desesperadas teve temporadas boas (as 2 primeiras), muito más (as do meio) e agora esta temporada está muito melhor. Espero que aconteça o mesmo com as outras.


Conclusão: isto anda tão mau que tive que recorrer a séries como America's Next Top Model (vi 12 das 13 temporadas nestes últimos 2 meses - a série combina 3 factores que eu adoro: sapatos, roupas e fotografia, estavam à espera de quê?), voltei a ver as 10 temporadas de Friends (uma das melhores séries de sempre), continuei a ver 30 Rock, Brothers & Sisters, ..., e comecei a ver duas séries novas muito boas, que recomendo: Modern Family e Flash Forward.


E pronto, agora que já descarreguei a frustração que sinto a cada novo episódio daquelas séries cujos episódios era um prazer ver, vou ver mais episódios. :p

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Nem sei que título pôr. Olha, fica assim.

Depois de receber vários e-mails de leitores e comentadores do blogue, achei que era necessário deixar aqui um aviso/esclarecimento.
  • Em relação aos e-mails que me mandam:
Nos últimos meses recebi imensas mensagens de leitores e comentadores deste blogue no e-mail da Salto. Começo por agradecer o vosso contacto, os vossos e-mails e o carinho que muitas vezes demonstram nessas mensagens. 
Só queria esclarecer e pedir desculpa por não responder sempre aos vossos e-mails e por, naquelas ocasiões em que respondo, ser tão tardiamente. Isso sucede porque desde que "fechei" o blogue (em Maio) é muito raro consultar o e-mail da Salto.  Mesmo depois de reabrir o blogue não readquiri o hábito de voltar a consultar aquele e-mail. 
Peço desculpa principalmente àqueles que me mandaram e-mails cuja resposta era mais urgente (e aqui refiro-me principalmente à Luzinha, à Bety e ao Bruno Fehr - Bruno, por favor envia-me de novo o e-mail que me tinhas enviado porque eu fui bastante azelha e sem querer apaguei-o, estava na pasta classificado como spam e feita esperta apago-o e só depois reparo que não era spam). Vou tentar consultar o e-mail mais vezes e responder-vos sempre que possível.
  • Quanto aos comentários neste blogue (ou à ausência deles):
Já perdi a conta aos comentários em posts antigos e aos e-mails em que muitos de vós reivindicam uma oportunidade para comentar os novos posts. Fico imensamente contente em saber que ainda lêm o meu blogue e, ainda por cima, querem deixar um comentário! O meu muito obrigada por isso.


Eu não permito comentários nos novos posts por 2 razões:


1.º - porque deixei de ter tempo de responder aos mesmos e muitas vezes já nem tinha tempo de os ler todos. Voltei ao blogue por insistência dos meus amigos e de muitos leitores que insistiram comigo via e-mail e comentários. Mas a verdade é que o tempo que posso dedicar ao blogue é escasso. Já para não dizer que há meses que deixei de poder ter a leitura em dia dos vossos blogues. 


2.º - porque me cansei de receber e-mails de alguns leitores que se queixavam que comentavam o meu blogue e que eu não ia comentar o deles. E pior, recebi vários e-mails de pessoas a queixarem-se que eu ia comentar o blogue de X ou de Y e que não tinha ido comentar o deles (alguns deles especificavam mesmo o post que eu comentei, o dia e hora a que eu deixei o comentário - alerta "stalker").



Só queria deixar aqui este esclarecimento e garantir que gosto imenso de receber o vosso feedback, que respeito e me divirto imenso com os vossos comentários. Só que nos últimos meses em que escrevia assiduamente no blogue não tinha tempo para ler todos, muito menos para responder aos mesmos e depois cansei-me de receber e-mails de pessoas a queixarem-se ou que eu não lhes respondia, ou que não comentava o blogue delas quando comentavam o meu e que comentava o blogue de X ou de Y mas não o deles. Enquanto a situação se mantiver, lamento mas os comentários não vão ser permitidos. Por muito que adore o vosso feedback e por muito que me divirta a ler o que vocês têm a dizer do que eu escrevo.


Obrigada a todos por aqui virem, por me contactarem via e-mail, facebook ou comentários em posts antigos. Vou tentar responder com mais frequência e rapidez. Obrigada!

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Estou...


Completamente babada pela minha Pandora. Adoro-a. :)

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Contra factos não há argumentos

Ele - Eu não punha o nome "Francisco" a um filho meu!

Nós (os suspeitos do costume - e foi mesmo em uníssono, foi um momento tão bonito!) - Porquê?

Ele - Porque viram todos gatos! Depois só ouves: "Ó Kiko!" e "Ó Chico"! E eu quero um filho, não é um bichano!

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Queixam-se, mas vai-se a ver e também têm uma quinta

Há dias li no mural de uma amiga minha no Facebook uma frase fantástica porque subitamente fez parecer a toda a gente que eu sou menos viciada do que o que realmente sou (quando na verdade já tive pensamentos parecidos, mas não disse a ninguém).

"Se calhar devia deixar de jogar "farmville"... hoje, ao olhar para os canteiros da avenida central tão floridos, vieram-me à cabeça uns quadradinhos amarelos e a palavra "harvest"... O.o"

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Obrigada.

Pelo pequeno-almoço na cama. Pelas mini-férias fantásticas que passamos. Por teres aprendido a cozinhar strogonoff para fazeres o almoço no nosso dia. Pelas surpresas maravilhosas. Pelos miminhos de todos os dias. Por me compreenderes sem eu ter que dizer uma única palavra. Por respeitares o meu feitio e as minhas pancas, mesmo quando não as entendes. Por seres como és e pelo que és comigo. (fica o "amo-te" nas entrelinhas)

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Qualquer dia ainda vou dentro...

Estava eu, a semana passada, muito descansadinha a jogar Farmville no escritório, quando me avisam que tinha um julgamento à tarde, num Tribunal de outra cidade. Lá tive eu que plantar morangos (como demoram 4 horas até estarem prontas para se colher, eu achei que dava tempo para ir à minha vidinhe e não ficar com as colheitas estragadas) e fui almoçar mais cedo, já que o julgamento estava marcado para as 14h e ainda tinha que fazer a viagem até ao tribunal.

Depois de esperar uma hora e meia pela chamada, lá vamos nós para a sala de audiências. Entra a Juiz. Esperava eu uma senhora austera e muito arranjadinha quando me deparo com uma mulherzita que se parecia demais com a miúda do Exorcista... Além de estar com um penteado e olhos parecidos com o da miúda da foto aqui ao lado, tinha um ar aluado e não olhava para nós enquanto falava... Para dizer a verdade, mal a conseguia ouvir, estava demasiado concentrada em não me rir, fugir ou gritar.


Começa a audiência de julgamento. Ouvem-se as testemunhas. Passado um bocado, a Juiz vira-se para mim e pede-me o código civil que eu tinha levado. Eu tive medo que ela começasse a cuspir aranhas ou algo do género (pah, nunca vi O Exorcista, eu sabia lá o que podia sair dali!), então, emprestei-lho.

No fim de ouvidas as testemunhas, e por motivos que não vou aqui explicar porque este não é um blogue jurídico, a Juiz tinha que proferir a decisão de imediato. Estavamos todos em silêncio, à espera que ela falasse, quando ela levanta a cabeça muito depressa (até então tinha estado debruçada sobre o meu Código) e pareceu muito surpreendida por ninguém estar a falar. Foi então que se apercebeu que se calhar era a vez dela (é como a jogar UNO: quando ninguém pousa uma carta num espaço de 58 segundos, é porque é a nossa vez de jogar e estamos distraídos). É nesse momento que ela olha para a direita, olha para a esquerda, olha para o código e de repente grita, muito espantada: "Ah, mas eu não sei como é que se resolve isto!".
Pois. É sempre o que nós queremos ouvir da pessoa encarregue de fazer justiça e que estudou direito durante anos. A decisão ideal é sempre "Eu não sei resolver a situação".

Dei por mim a tentar não rir, não ficar de boca aberta perante a idiotice que tinha acabado de acontecer e a pensar "e agora, deitamos moeda ao ar?", quando ela diz: "Olha, pronto, vou decidir dar razão ao Autor." Falta dizer que eu representava o Réu. E sem eu conseguir evitar, sem uma ponta de bom senso activa em mim, sem pensar nas consequências, levanto-me e digo-lhe: "Ai é? Então da próxima não lhe empresto o meu Código!"

Profissionalismo acima de tudo.


(ainda por cima aquilo demorou tanto que quando voltei ao escritório já tinha as colheitas podres...)

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Não quero imaginar o tamanho da coisa....

Notícia de hoje no JN:

"Peças em ouro foram furtadas, de Leiria a Setúbal, por grupo de nómadas. O principal objectivo do grupo era o furto de ouro, relógios, dinheiro e telemóveis (...).

Na revista efectuada por uma agente da PSP, segundo os autos, foram encontradas na vagina de uma das mulheres dois anéis, três brincos, três pendentes com pedras preciosas, um fio com cerca de meio metro, um relógio Omega Speed Master, duas pulseiras e duas medalhas com motivos religiosos."

Não vou comentar a quantidade de coisas que ela lá conseguiu enfiar... Não vou perguntar se ela desligava os telemóveis antes de os esconder nem vou questionar o bom gosto da senhora que escondeu na sua genitália peças com motivos religiosos...

O facto de ela esconder tudo isto na dita cuja e mesmo assim não entrar para o livro do Guinness assusta-me...

(notícia na íntegra aqui)

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Depois de várias queixas ao post anterior:

Pronto, está bem... admito que o messenger faz um jeitaço naquelas horas mortas no escritório em que vemos aqueles amigos porreiros online e já não temos nada para plantar ou colher no Farmville.

Apercebo-me de que estou a envelhecer...

... quando além de não entender, reclamo por ter 6 vezes mais contactos online no messenger a partir da meia-noite do que durante todo o dia e ouço-me a proferir a frase "mas afinal esta gente não dorme?"...

O pior disto tudo é eu queixar-me disto mas ao mesmo tempo só usar o messenger para falar com as pessoas 4 ou 5 vezes por mês e para ver a janelinha aparecer no canto inferior direito a informar-me quando recebo um e-mail...

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Terça feira (ontem, mas o post é agendado) foi noite do pijama cá para estes lados. Pois, não são só os homens que adoram as Noites de Mulheres! E a nossa até teve direito a manicure e filme! O resto é segredo.

Só posso adiantar que a companhia era muito muito boa e que o cansaço acumulado era muito. E por isso, tal como acontece a qualquer pessoa que esteja muito muito cansada, só saíam asneiras da nossa boca... E como eu sou muito muito querida, vou partilhar o melhor diálogo da noite (basicamente só quero envergonhar umas certa menina que publicou um post com uma conversa vergonhosa proferida por mim. Payback's a bitch!):

Ela 1 - Que filme vamos ver?
Ela 2 - É um de semi-terror!
Ela 1 - Semi-terror? Porque é que é semi-terror?
Eu - É um filme de acção mas as peças de roupa não combinam umas com as outras! Até assusta!

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

É para não te armares em chique!

Anda uma gaja armada em menina da cidade, muito moderna, culta e muito fashion, sempre atenta à moda e sempre a  comprar roupa, bolsas, sapatos e botas de salto alto, a tentar manter uma reputação de moça bem sucedida, para depois ser apanhada a ter conversas com frases do género "Plantei as minhas abóboras há mais de 10 horas, já devo ter as colheitas estragadas", "Vou ali colher morangos e já volto" e "Ai as minhas couvinhas!"...


Maldito sejas Farmville!

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Shoe Shopping com as amigas


Cusquices, diversão e sapatos... Poderia alguém querer mais?


É que não há nada tão divertido e terapêutico!

(como a minha carteira vai ficar tristinha com o assalto que vai hoje sofrer, declaro 
                                                                          a manhã de amanhã "manhã de bag
                                                                          shopping". Só para o minha carteira não
                                                                          ficar deprimida, claro!)

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Gays, lésbicas... e a gata

Este podia muito bem ser um post político, mas como estamos num blogue de respeito, é só um post estúpido. E não, também não é um argumento de um filme pornográfico (prevejo que 70% dos homens que acederam ao blogue por causa do título estão agora a insultar-me e a fechar a página).

Esta notícia, que podem ler na íntegra aqui, tem protagonistas muito sui generis: um gay, duas lésbicas e uma gata. Manca. Ah pois é, o jornalista do Jornal de Notícias achou fenomenal a gata ser manca e apenas ter 3 perninhas, já que não se limitou a referir isso uma vez. Aliás, ele escarneceu da própria gata, tendo-se referido sempre a ela como "a gata manca".

Então como se passou esta linda história? O senhor jornalista terá a versão dele. Eu tenho a minha.

Relata o jornalista que moravam lado a lado um casal gay e um casal lésbico. Diz ele que fez faísca. Infelizmente, não fez o tipo de faísca a que os filmes hollywoodescos nos habituaram. Basicamente, os dois casais andavam "à porra e à massa".

Basicamente, o casal gay atormentava o casal lésbico e este retaliava, e a vida corria muito bem a todos e até eram amiguinhos na mesma. A vida era bela até ter falecido um dos membros do casal masculino. Após a morte do seu companheiro, Gary tornou-se mauzinho

Então, o que se lembrou o Gary de fazer? Primeiro decidiu roubar a gatinha. Mas não ficou com ela para si! Não, foi abandoná-la numa aldeia a quilómetros de distância (ó minha besta, então não andas atento às campanhas de sensibilização contra o abandono dos animais nas férias?). Mas a gata perneta foi encontrada. Azarucho ó Garyzinho!

Então o que é que ele se lembrou de fazer? Exactamente, lembrou-se de envenenar as vizinhas! E como? Ora bem, nada mais simples do que dar-lhes takeaway! O Garyzito foi a casa das senhoras e disse-lhes que tinha encomendado caril a mais e ofereceu-lhes os restos. E o mais extraordinário é que elas acharam aquilo muito normal! Pois então, nada mais natural do que o nosso inimigo mortal que já roubou a nossa gata - manca - vir à nossa porta e oferecer-nos caril!

Aquilo foi tão normal que elas além de aceitarem, comeram efectivamente as sobras do senhor! Ou elas são muito crentes na bondade da natureza humana ou são burras que nem um penedo... Só devem ter estranhado quando o caril não produziu o seu efeito normal na digestão - aqueles movimentos intestinais que lhe são tão característicos.

Mas tudo ficou bem. As duas senhoras sobreviveram, a gatinha ficou bem (fora a parte chata de ser manca) e o Garyzito lá foi para a cadeia, o melhor sítio do mundo para ele encontrar um substituto para o seu amante falecido. No fundo no fundo, acho que ele só queria arranjar maneira de ir para a cadeia e poder voltar a ser a bitch de alguém.

Para mim, o melhor da notícia foi esta belíssima e filosófica passagem, com a qual termino:

"O envenenamento foi a gota de água na paciência de Mary e Beverly. (claramente são más pessoas. Então o vizinho é tão boa gente e elas amuam só por ele as tentar envenenar? São mesmo gentinha reles!) Depois de muito aturarem do vizinho, que em tempos lhes havia roubado a gata manca (coitada da gatinha, não basta morar ao lado de gente assim e ainda é rotulada de "a manca"), as vizinhas não aguentaram mais e fizeram queixa à polícia."



Eu só queria deixar expressamente referido que não uso os termos "gay", "lésbicas" e "manca" com qualquer sentido depreciativo. Apenas me limitei a referir-me nos mesmos termos que o autor da notícia o fez. Quero também salientar, para quem não saiba, que não tenho absolutamente nada contra a homossexualidade (quem na vida nunca desejou virar lésbica depois de um desgosto amoroso com um gajo?!).

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Por força dos inúmeros pedidos dos meus amigos, declaro reaberto o blogue*.


(pelo menos temporariamente reaberto, assim tipo época sazonal)


P.S.1. Esta mensagem foi ditada por 2 desses amigos (o 1 e o 2), já que quase todos eles me obrigaram(!!!) a reabrir o blogue hoje. Isto para dizer que a responsabilidade deste post e dos subsequentes é totalmente deles.

P.S.2. Ah, e ao contrário do que eu queria, também me obrigaram a aceitar comentários...

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Lugar do Chapéu Amarelo

É ver, rir e comentar. :)

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Resposta ao ultimato

Este post vem como resposta a isto.
Ora bem, eu tenho a dizer que esse menino é um malandro. Eu já tinha tido uma conversa pessoal com ele, na qual ele me intimou a que o Porque Sim voltasse ao activo. Se a memória não me falha, acho que houve ameaças e tudo. Houve, de certeza. E se não houve, arranjam-se já algumas testemunhas que corroborem que houve, a troco de uns rebuçados (de frutas, porque hoje em dia já ninguém testemunha a troco de rebuçados de mentol). Enfim, foi um drama digno de qualquer boa novela da TVI ou mesmo até do antigo Jornal Nacional.

Mas como diria a Teresa Guilherme (a propósito, ainda é viva?): "Isso agora não interessa nada". O que é realmente importante é que depois dessa conversa pessoal continuamos muito amiguinhos e fomos de férias 8 dias (nós 2 e mais 8 malucos) e o senhor Bloguótico esteve muito caladinho durante todo o tempo... Nem uma palavrita sobre eu voltar à blogosfera. Tudo para descobrir, regressada de férias e depois de uma ausência pelos blogues, que ele montou um esquema em muito semelhante a uma cabala contra mim. Senão vejamos:

- conspirou em silêncio durante pelo menos 18 dias;

- publicou um "apelo" (que me cheira levemente a lavagem cerebral) entusiasta, muito ao estilo dos discursos nazis do Hittler (aposto que para o efeito até leu o "Mein Kampf");

- o referido texto foi publicado no seu blogue, frequentado por leitores e comentadores da sua confiança e que, por conseguinte, NUNCA iriam contra a sua ordem de "apelar" ao meu regresso;

- uma sandália minha apareceu à porta do meu quarto, com o tacão arranhado, em jeito de "olha o que te pode acontecer se não cedes à chantagem";

- apareceu no café com indumentária e bigodinho ao estilo do Marlon Brando n' "O Padrinho".

- neste preciso momento em que o estou a "acusar" deiixou de funcionar a tecla do "Right Shift" no meu portátil (juro que é verdade - creepy mas verdade).

Brincadeiras à parte, tenho a dizer que fiquei muitíssimo lisonjeada com o gesto do meu mano e com os vossos comentários no referido post. É sempre muito bom saber que há quem goste do que eu escrevo, quem ria (ou pelo menos sorria) com as parvoíces que escrevo e as histórias que conto. Sabe mesmo muito bem. Agradeço IMENSO ao Bloguótico pelo gesto dele, pelo seu apoio, palavras simpáticas e elogios. Não é só por isso que te adoro, pá, mas quase podia ser. :P Obrigada também a todos os que o apoiaram, reclamaram pelo regresso do Porque Sim ao activo e quiseram o meu regresso. E obrigada aos que continuaram a cá vir mesmo depois de o estaminé ter fechado - por incrível que pareça, o contador não parou de subir e o número de seguidores também.

Tenho imenso respeito por todos vós e pela vossa opinião. Resta então responder ao apelo. Depois de vários dias pensar no assunto, a resposta foi sempre Não. E pensei sempre que não porque neste momento não tenho a disponibilidade pessoal nem profissional para o fazer. E por isso o Porque Sim não ia voltar. E se voltar, pelo menos não vai voltar exactamente ao que era. Talvez o Porque Sim volte daqui a uma semana, a um mês... Mas não o mesmo. Pelo menos não com a mesma periodicidade. Mas eu continuarei a mesma. Por isso a resposta que vos deixo é um talvez (incerto tal como ele é, mas mais a tender para o "E porque não?"). Por isso, até já e até sempre. E obrigada.

P.S.: Quanto ao "estatuto" de Oprah dos Blogues e ao nível que o sr. Ninja e o sr. Bloguótico acham que o meu blogue está, tenho a dizer que só se é realmente famoso quando há 3 anónimos invejosos a atazanar-nos o juízo e pelo menos 1 stalker. Até agora eu só tive um leitor que me mandava e-mails românticos e um leitor que me achou uma abominação da natureza e um desperdício de oxigénio por eu gozar com o Stallone. Por isso, como vêem, ainda tenho um longo caminho a percorrer. :)

(Bloguótico, quase acordei com o que tu pediste e o Shift continua sem funcionar.... Vê lá se resolves isso ok? Senão é muito complicado colocar pontos de interrogação e fechar aspas nos textos) ;p

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Ver aqui.

sábado, 30 de maio de 2009

"Porque a Ironia é uma forma de vida e o Sarcasmo uma religião"

E é com a minha frase que acabo.

Foi um ano de posts, uns bons, outros fantásticos, outros que quase chegavam lá. :)

I came, I saw, I conquered.

Tive imensos posts que outros bloggers me dedicaram. Tenho muita gente a seguir esta casa. Já fui elogiada, invejada e até já me tentaram roubar o blogue (cúmulo da inveja e da insatisfação pessoal do mini indivíduo). Já ouvi o meu blogue da rádio. Recebi muitos prémios e mimos. Recebi imensos comentários, muitos mais do que alguma vez pensei receber. Mas sobretudo - e é o que mais importa - recebi muito carinho e apoio de muitos bloggers. E surpreendi-me, nunca pensei que num mundo virtual se pudessem criar laços de verdadeiro companheirismo (não é do meu feitio ser cínica,por isso não vou dizer "amizade").

O Porque Sim! Ora! acaba aqui. Não vou dizer que é um adeus para sempre (embora ache que realmente é), mas é um adeus decidido já em Fevereiro e prolongado até agora.

Quem me conhece sabe que não consigo estar parada, que tenho sempre de estar a fazer alguma coisa e que tenho uma grande sede de viver a vida com intensidade. E n
este momento ter o blogue já não me dá gozo. Tenho muito pouco tempo livre e acho um desperdício passa-lo em frente ao computador. Não é do meu feitio estar parada tanto tempo, pronto! Já nem tenho tempo para comentar os blogues que leio. Já nem tenho tempo para responder aos vossos comentários. E sobretudo, já não tenho a mesma vontade de escrever. Pelo menos não aqui.

Só queria dizer que este post não ia permitir comentários, mas depois iam acabar por comentar no post anterior (como ja tem acontecido - finórios ;p). Não ia permitir comentários porque esta é uma decisão que já foi tomada há muito tempo. Apenas a fui adiando.
Este post é para ser levado a sério. Não é uma tentativa de receber elogios ou pedidos para ficar. É mesmo o fim.

Obrigada por em menos de um ano terem tornado este blogue tão bem frequentado, tão comentado, tão seguido e tão animado.

O meu mais sincero obrigada a todos os que leram o que fui escrevendo.

Aproveito para agradecer em especial ao meu gajo, que sempre me apoiou desde que soube que eu tinha um blogue (não, não o soube desde o início). Obrigada aos meus amigos, dos quais tenho que destacar a Alguém, a Pensamento Vadio e o Bloguótico, por insistirem comigo para criar um blogue. Obrigada em especial aos Bagatelianos -
já sabem, esperam-nos as melhores férias de sempre lá para o sul - uma mansão espera-nos! ;)

Obrigada a vocês, que lêem, seguem, comentam e acompanham o meu blogue. Vocês ajudaram a manter o blogue com as vossas visitas e os vossos comentários. Claro que há bloggers com quem simpatizo mais, aqueles que já foi possível conhecer melhor através de conversas nos comentários, no messenger (essa coisa vil) e por e-mails. Queria agradecer àqueles que vêm a esta casa há mais tempo, quase desde o início, mas tenho receio de ser injusta se colocar aqui só alguns nomes.

E assim me "despeço". Como não gosto de despedidas não vou dizer um "adeus" mas fica um "até sempre"! :) Pode ser que nos encontremos por aí, até porque nem o blogue, nem o meu e-mail nem o perfil vão ser apagados.

Obrigada e até sempre!
Lipa - A arrasar desde 1984

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Depois de ler os vossos comentários, tenho que admitir que vocês têm razão: podia ser pior, muito pior. O filme podia contar ainda com a presença do Chuck Norris e do Steven Segal.

O meu namorado odeia-me

É a única explicação que encontro para o facto de ele me convidar a ver um filme escrito e realizado pelo Sylvester Stallone (a sério, o que é que esta gente tem na cabeça?!) e que tem como actores nomes tão respeitáveis no mundo da 7ª arte como Arnold Schwarzenegger, Sylvester Stallone e Jet Li (vencedores numa possível categoria dos Óscars - "Só faço filmes porque aprendi a dar socos em inimigos que fazem fila indiana para me atacar e porque sei dar um pontapé no ar").
E não, haver um filme que tenha finalmente juntado o Sylvester Stallone, o Arnold Schwarzenegger e o Jet Li não é a melhor coisa do mundo. Nem sequer é razão para se organizar uma mega festa em casa para o evento, ok?

É mais o fim do mundo para as gajas e uma desculpa para os gajos andarem pela casa em cuecas a fazer lutas imaginárias com os inimigos do Sylzinho e do Arnaldo.

O único filme que o Stallone e o Schwarzenegger deviam fazer juntos era num lar de 3ª idade. Tenho dito.

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Até dava um slogan giro. E é meu. Eheh.

Domingo à tarde num shopping.
A prova de que o êxodo rural veio para ficar.

[fica a dica: mandar piropos foleiros num shopping é ainda pior do que ouvi-los ao passar por obras. E já agora, gostava que me dissessem porque é que os parolos só andam em bando. Parece uma vara (de porcos, entenda-se).]

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Ganhei o Euromilhões!!!!!!!!!!!

...
...
...
Pronto, é mentira. MAS se algum dia jogar, não podem dizer que nunca treinei o meu grito de vitória.

terça-feira, 19 de maio de 2009

Tan tan tan tããã! (cantarolar com a entoação correcta, fáxabor)

1. Eu nunca acampei.
Mentira.
Eu sei que parecia verdade, porque uma gaja que gosta de sapatos só podia ser muito chique e não gostar dessas coisas de mato e de bichos e de lama. Mas não, é mentira. Eu sou assim a modos que um jipe "todo o terreno" e gosto de aventuras. (esta analogia podia ter saído melhor mas é segunda-feira à noite e não tenho pachorra para pensar muito).

2. Eu já frequentei um colégio de freiras.
Verdade. Andei sim senhor. E não, tarados, não havia uniforme. Mentes porcas.

3. Eu já parti um braço e uma perna.
Mentira
. Nunca parti nada disso. A única coisa que parti foi um osso do pé e como estava de férias decidi aproveita-las até ao fim e só depois ir ao Hospital. Por isso andei 3 semanas com o pé ligado pelo enfermeiro do campismo (assim do género McGyver) e quando fui ao hospital os médicos disseram que o osso tinha cicatrizado sozinho. É que nem sequer fui gaja suficiente para partir o pé como deve ser e usar gesso... "Menina de colégio, copinho de leite demais para usar gesso como os comuns mortais" dizem vocês. Mas eu respondo: "Não porque eu já fui acampar!" e lixo-vos.

4. Eu nunca saí de Portugal continental.

Mentira. E é isso, é mentira.

5. Antes de me licenciar em Direito frequentei o 1º ano de engenharia civil.
Não só é mentira, é uma calúnia!!!! É uma daquelas coisas que ditas eu sinto um desejo incontrolável de me benzer 3 vezes, exclamar "Lagarto lagarto lagarto" e morrer a seguir! Nunca, jamais e em tempo algum podia ser verdade! Eu sou advogada e a proximidade máxima que tenho de engenheiros é ter de defender criminosos! ;p

6. Eu nunca fui ver 3 filmes ao cinema, no mesmo dia.

Mentira.
Só podia. Adoro cinema. E já fui ver 3 sessões no mesmo dia. Bons tempos!

7. Há mais de 8 anos que tenho o mesmo namorado.

Verdade. E sim, ele atura a minha panca por sapatos e por bolsas. E não, não é engenheiro (cruzes credo, lagarto lagarto lagarto).

8. Tenho mais de 50 pares de sapatos.

Verdade.
Até tenho mais, mas não vou dizer quantos são senão tenho de ouvir sermões sobre consumismo e sobre a fome em África (by the way, lá não comem solas nem tacões, por isso shiu).

9. Eu tenho 3 tatuagens.
Mentira. Ainda não tenho 3 tatuagens.
  • 2 respostas correctas - Eu mesma!, Ana, Karochinha, LoUcUrAs_dOs_22, Lita, lluna nena, tanya, Marisa, Icon, Rapariga do Batom Vermelho, Krippmeister, Joaninha, ★ Aralis ★, Zanine, Martinha, Werinha.
  • 1 resposta correcta - Miepeee, Filipa, Gabriela, Bomboca, Eneida, Rita, Majo, Femme Fatale, Maria Anjos Varanda, lilipat2008, Daniela, Miguel, Peter of Pan, Crissy, Mna. Margarida, Poupinhas, inv3rso, Sonhos/pesadelos.

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Fui muito bem lembrada de que havia um desafio ao qual ainda não tinha respondido - aquele da verdade e das mentiras. Claramente quem o criou não teme o inferno. Eu até gostava de fazer uma coisa simpática e colocar aqui o nome e o link das pessoas que me desafiaram para este desafio em particular, mas sinceramente não me lembro de todas, só sei que foram no mínimo 6 pessoas a desafiar-me (guardei os links mas agora dão erro - não perguntem como fiz isso, nem eu sei). Os culpados que se acusem por favor.

Vamos lá então - este é conhecido: eu escrevo 9 coisas supostamente supostamente sobre mim e só 3 delas são verdade. Vamos lá:

1. Eu nunca acampei.
2. Eu já frequentei um colégio de freiras.
3. Eu já parti um braço e uma perna.
4. Eu nunca saí de Portugal continental.
5. Antes de me licenciar em Direito frequentei o 1º ano de engenharia civil.
6. Eu nunca fui ver 3 filmes ao cinema, no mesmo dia.
7. Há mais de 8 anos que tenho o mesmo namorado.
8. Tenho mais de 50 pares de sapatos.
9. Eu tenho 3 tatuagens.

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Acabadinha de chegar a casa, só queria dizer uma coisa: David Fonseca ao vivo é muiiiiito fixe. E pronto, era isto.

(tenham em conta que este post já tinha sido publicado no sábado de madrugada (aliás, é só ver os comentários) mas depois desapareceu. O Google achou que era um post com categoria de "rascunho" a meio da manhã de Sábado - idiota.)

sábado, 2 de maio de 2009

Contra-indicações do estudo

Post da Alguém:

"Há bocadinho, após a realidade se ter abatido sobre mim com o peso de toneladas, enviei este sms:

"Sabes o que é deprimente? Sabes? Sabes? Sabes? É estar a estudar e, de repente, dar por mim a dançar ao som d'As Meninas Da Ribeira Do Sado - remix, que teima em sair repetidamente das colunas de uma freguesia aqui ao lado! Ihihi"

Resposta da Salto-Alto:

"Mata-te já :p Pensa positivo, pelo menos não estás a estudar Deontologia :p"

As Meninas Da Ribeira Do Sado... Estou a bater bem no fundo."


(não permiti comentários porque este post não é meu - para comentar, ir aqui)

Bom fim-de-semana!

sexta-feira, 1 de maio de 2009

Coisas que não aprenderia se não andasse de comboio

Bêbado - Eu tenho uma caçadeira lá em casa. (este é sempre um bom tópico para se iniciar uma conversa com um estranho - infalível, diz-se isto e a malta fica logo interessada)

Homem que falava com ele e que eu cheguei a pensar que era amigo dele mas foi-se a ver e era um perfeito desconhecido (para mim e para o bêbado, óbvio) - Ai é? (diz ele a rir-se) (ri-te, ri-te, olha que ele passa-se e depois quero-te ver a rir)

Bêbado - O que eu queria era matar a minha mulher.

Homem (o tal) - Ó homem, não faça uma coisa dessas!

Bêbado - Ah pois não faço. Eu até estive a conversar com 2 polícias lá da minha terra. Cheguei à beira deles e disse-lhes que queria matar a minha mulher mas que não ia matar. "E sabem porquê?", perguntei-lhes eu. E o senhor, sabe porquê?

(e agora nós tentamos adivinhar razões para o homem não matar a mulher... Ora bem... Gosta dela? Ná, muito óbvio... Não assinou um acordo pré-nupcial que lhe fosse vantajoso? Também não deve ser isto... Será católico e por isso não se quer divorciar? Ná, se fosse isso também não a mataria. Mas que raios, porque razão não quererá o homem matar a mulher?!)


Homem (o tal) - Não, não sei.

Bêbado - Olhe, os polícias também não sabiam. Mas eu disse-lhes. Eu cheguei à beira deles e disse-lhes: "Eu não mato a minha mulher porque vocês não sabem cozinhar".

(Aha! Por esta ninguém esperava!)

Homem (o tal) - (só abriu a boca, nem disse mais nada)

Bêbado - E é mesmo por isso. Então a minha mulher faz comida tão boa e eu ia comer para a cadeia, onde eles nem sabem cozinhar? Para que é que eu ia matá-la se depois ia comer mal?

(Realmente! O homem é bêbado mas não é burro!)

Bêbado - O senhor já foi à tropa?

Homem (o tal) - Já.

Bêbado - A comida lá também era uma merda. E ia eu matar a minha mulher para ir para a cadeia comer mal como na tropa? O c@r@lho! Eu até gosto dela! (e querias matá-la, imagina se não gostasses dela!)

Homem (o tal) - Pois, então é melhor não mata-la.

Bêbado - Claro que não vou matar a minha mulher, não sou burro. (burro não, só ligeiramente estúpido. Alem de que burro já é o Scolari.)

(depois de 10 minutos de conversas idiotas - algumas partes gravadas pelo Bloguótico):

Bêbado - Eu saio nesta estação, deixe passar! (o comboio pára neste momento)

Homem (o tal) - Eu deixo, vá lá!

Bêbado - O senhor é católico?

Homem (o tal) - Sou.

Bêbado - Então reze por mim. (nem adeus, nem xausinho nem nada)

Bêbado (dirige-se para a porta) - Abre-te vaca! (se ele tratar assim a mulher deve ser ela quem o quer matar a ele e não ao contrário)

quinta-feira, 30 de abril de 2009

Oh Céus, a sabedoria!


Depois de uma semana a estudar Deontologia Profissional finalmente percebi porque é que tanta gente recorre ao suicídio...

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Ups... A sério, desculpem

Diz que eu sou uma gaja muito organizada e muito arrumada e que não se esquece de nada... Por isso os meus amigos me apelidaram e arremessaram com o cargo de "líder" no nosso grupo de amigos. E eu, toda senhora do meu nariz arrebitado, lá dizia que posso ter algumas faltas momentâneas de qualidades (sim, defeitos são coisas inexistentes na minha pessoa... qualquer coisa que se assemelhe a isso é uma mera falta momentânea dessa qualidade em particular) mas que se se há coisa que não me falha é organização, arrumação e competência.

E eis que uns meses na blogosfera me mostraram que eu até falho. Que até me esqueço de coisas (inclusivé prémios - a sério...só eu...). E foi assim que hoje reparei que há desafios a que não respondi, que há prémios que não levantei nem publiquei e que há e-mails que me mandaram (com coisas todas bonitinhas) que ainda não tinha visto nem agradecido!

E por isso peço desculpa e peço ainda a quem me desafiou e cujos desafios eu não respondi, que me recordem deles por favor! Lamento muito mas esta fase tão ocupada pôs-me assim!

Aproveito para agradecer estes miminhos:





Obrigada Marisa!





Obrigada Joaninha e Amarrotada!







Obrigada Inwhitelight, Mimo Azul, Sandra e Fifi & L!





E muito obrigada ao Kal, por me ter feito esta imagem, com o título "Líder vai às compras"!

(obviamente que eu estava mais bonitinha na foto - e não, não vi a cassete do The Ring e por isso fiquei assim na foto, foi mesmo distorcida para eu não ser reconhecida)