segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Já sei que acordei de mau humor hoje. Mas não se nota pelo post.

Séries que no início eram muito boas, divertidas e "fixes", e que nas últimas temporadas foram por mim rotuladas como "Oh God, mas porque é que eu ainda vejo isto ?":


- Anatomia de Grey;
- Gossip Girl;
- Clínica Privada;
- House e Ghost Whisperer (ainda não vi a última temporada destas, estou a ganhar coragem, mas a penúltima temporada foi uma bosta);
- Scrubs.


Não sei como é que ainda vejo os episódios das últimas temporadas destas séries. Sim, porque são séries dramáticas mas que no início tinham momentos bem divertidos e tinham boas histórias nos episódios. Agora, sento-me no sofá enrolada na minha manta a ver os episódios que nessa semana saíram nos Estados Unidos e fico deprimida a cada minuto que passa da série. Eram séries que me divertiam, ainda que tivessem momentos dramáticos. 


- Alerta spoilers - quem ainda não sabe nada das novas temporadas não leia mais -


Está certo que nunca gostei da sonsa da Meredith, mas o incrível é que nesta temporada as partes em que ela aparece em Anatomia são as melhorzinhas... É que não há maneira de a história avançar! Porra! Já percebemos que houve uma fusão de hospitais e que há gente que tem de ir para a rua e já estou farta do drama "Izzie morre, ai não, espera, agora desapareceu, agora já cá está, agora é uma cabra e abandona o marido quando nas primeiras temporadas sempre foi a mais conscienciosa das personagens e agora já bazou outra vez". E ainda estou mesmo à espera que o O'Malley regresse em qualquer episódio. E vai aparecer.


Já nem falo em Clínica Privada, a Violet quase me põe em estado de depressão clínica em todas as cenas... Ya ya, já percebemos que sofreu um grande choque, foi esventrada e tal, e toda a gente sabe que isso é um bocado para o chato. Mas não é suposto prolongarem o drama por taaaaanto tempo. Afinal, para nos deprimirmos não vemos séries, vemos o debate mensal na Assembleia da República. Mas pronto, o Taye Diggs aparece na série e eu ainda os vou perdoando. Se não tivesse acumulado 6 episódios para ver e tivesse que esperar uma semana até ao episódio seguinte, tinha desistido de ver a série.


Gossip Girl... Vá, até era giro ver as maldades da Blair nas duas primeiras temporadas. Mas nunca suportei a Serena, os seus olhos de carneiro mal morto e aquela voz arrastada, que parece que está a gemer enquanto fala (e nem é um gemer bom) e que vai adormecer a qualquer momento. E agora tudo acontece naquelas vidinhas fúteis e com problemas que não lembram nem à máfia italiana. O que salva a série é mesmo o guarda-roupa das personagens femininas. Confesso que babo para aqueles vestidos e para aqueles sapatos.


Ao menos Donas de Casa Desesperadas teve temporadas boas (as 2 primeiras), muito más (as do meio) e agora esta temporada está muito melhor. Espero que aconteça o mesmo com as outras.


Conclusão: isto anda tão mau que tive que recorrer a séries como America's Next Top Model (vi 12 das 13 temporadas nestes últimos 2 meses - a série combina 3 factores que eu adoro: sapatos, roupas e fotografia, estavam à espera de quê?), voltei a ver as 10 temporadas de Friends (uma das melhores séries de sempre), continuei a ver 30 Rock, Brothers & Sisters, ..., e comecei a ver duas séries novas muito boas, que recomendo: Modern Family e Flash Forward.


E pronto, agora que já descarreguei a frustração que sinto a cada novo episódio daquelas séries cujos episódios era um prazer ver, vou ver mais episódios. :p