terça-feira, 2 de dezembro de 2008

No tribunal

Estas são piadas retiradas do livro "Desordem no Tribunal" e que foram transcritas textualmente pelos taquígrafos, que tiveram que permanecer calmos enquanto estes diálogos realmente aconteciam à sua frente.

_____________________________________________

Advogado : Qual é a data do seu aniversário?
Testemunha: 15 de Julho.
Advogado : Que ano?
Testemunha: Todos os anos.

_____________________________________________

Advogado : Essa doença, a miastenia gravis, afecta a sua memória?
Testemunha: Sim.
Advogado : E de que modo ela afecta a sua memória?
Testemunha: Eu esqueço-me das coisas.
Advogado : Esquece... Pode nos dar um exemplo de algo que você tenha esquecido?

_____________________________________________

Advogado : Que idade tem o seu filho?
Testemunha: 38 ou 35, não me lembro.
Advogado : Há quanto tempo ele mora com você?
Testemunha: Há 45 anos.

_____________________________________________

Advogado : Qual foi a primeira coisa que o seu marido disse quando acordou aquela manhã?
Testemunha: Ele disse, 'Onde estou, Berta?'
Advogado : E por que é que se aborreceu?
Testemunha: O meu nome é Célia.

_____________________________________________

Advogado : Diga-me, doutor... não é verdade que, ao morrer no sono, a pessoa só saberá que morreu na manhã seguinte?

_____________________________________________

Advogado : O seu filho mais novo, o de 20 anos...
Testemunha: Sim.
Advogado : Que idade é que ele tem?

_____________________________________________

Advogado : Sobre esta foto sua...o senhor estava presente quando ela foi tirada?

_____________________________________________

Advogado : Então, a data de concepção do seu bebé foi 8 de Agosto?
Testemunha: Sim, foi.
Advogado : E o que é que estava a fazer nesse dia?

_____________________________________________

Advogado : Ela tinha 3 filhos, certo?
Testemunha: Certo.
Advogado : Quantos meninos?
Testemunha: Nenhum.
Advogado : E quantas eram meninas?

_____________________________________________

Advogado : Sr. Marcos, por que acabou o seu primeiro casamento?
Testemunha: Por morte do cônjuge.
Advogado : E por morte de que cônjuge ele acabou?

_____________________________________________

Advogado : Poderia descrever o suspeito?
Testemunha: Ele tinha estatura mediana e usava barba.
Advogado : E era um homem ou uma mulher?

_____________________________________________

Advogado : Doutor, quantas autópsias já realizou em pessoas mortas?
Testemunha: Todas as autópsias que fiz foram em pessoas mortas...

_____________________________________________

Advogado : Aqui no tribunal, para cada pergunta que eu lhe fizer, a sua resposta deve ser oral, está bem? Que escola frequenta?
Testemunha: Oral.

_____________________________________________

Advogado : Doutor, o senhor lembra-se da hora em que começou a examinar o corpo da vitima?
Testemunha: Sim, a autópsia começou às 20:30 h.
Advogado : E o sr. Décio já estava morto a essa hora?
Testemunha: Não... Ele estava sentado na maca, questionando-se por que razão eu estava a fazer-lhe aquela autópsia.

_____________________________________________

Advogado : O senhor está qualificado para nos fornecer uma amostra de urina?

_____________________________________________

Advogado : Doutor, antes de fazer a autópsia, o senhor verificou o pulso da vítima?
Testemunha: Não.
Advogado : O senhor verificou a pressão arterial?
Testemunha: Não.
Advogado : O senhor verificou a respiração?
Testemunha: Não.
Advogado : Então, é possível que a vítima estivesse viva quando a autópsia começou?
Testemunha: Não.
Advogado : Como é que o senhor pode ter a certeza?
Testemunha: Porque o cérebro do paciente estava num jarro sobre a mesa.
Advogado : Mas ele poderia estar vivo mesmo assim?
Testemunha: Sim, é possível que ele estivesse vivo e tirando o curso de Direito em algum lugar!!!

31 comentários:

pepita chocolate disse...

O cúmulo do óbvio!
e assim se começa o dia, com meia dúzia de gargalhadas. Para espantar o frio e o mau humor!
bjs

Anjo De Cor disse...

Admiro muito estas profissõs como "Advogado", "Juiz", "Policia",creio que nunca terei paciência para uma profissão dessas ... acho que as pessoas exageram e é impossivel fazer justiça assim ;)
Bjs e bom trabalho

Fênix disse...

Bom dia!!


Obrigado por esta entrada na semana :)

Muito bom, muito animador essas tiradas!!! Advogados .....



Beijinho :)



Fênix

Laidita disse...

Nada como uma boa gargalhada para começar o dia! :)

Bj!*

_+*A Elite in Paris*+_ disse...

Mais uma razao para admirar o trabalho de quem escreve: são rapidos e têm de manter a postura! não sei como não chorei de rir, essa do filho (idade) e da "berta" ficou demais!

Beijo meu ♥,

A Elite

Miss Kitty disse...

Socorro! Quase parecem os meus dialogos lá nos bairros sociais a tentar preencher um qq papel :) Muita paciência..

BJS***

Rita disse...

Que grande risotaaaa!! hehe:D *

sweetie disse...

LOOOOOOOOOOOOOOOOL!
Muito bom mesmo! Avisa.me pra não contratar nenhum desses advogados se um dia precisar! =P

Boa semana!*

Lúcia disse...

loooool brutal!(diz-me por favor que isto não acontece...)

Joaninha disse...

Acho melhor não comentar Sra Dra, não é muito abonatório da profissão de Advogado e no fim das contas é um Advogado que me paga o ordenado ;)

beijos

XS disse...

Definitivamente, a vida destes gajos dava um blog! LOL

Pedro Barata disse...

Qual delas a mais parva? Há com cada uma...

Definitivamente haveria situações suficientes para dar um blog e não um post... Lolololol

Beijocas, saltinho

DANTE disse...

ahahahahah , estas piadas tão do mais alto nível. Parabéns Salto Alto.
E confesso que 'acordar morto' deve ser uma chatice... lollllllllllll

Jokas :)

Cor do Sol disse...

LOL

Ao menos fica tudo bem explicadinho :)

_Malinha viajante disse...

Não conhecia o teu blog, mas vi este post e não podia deixar de comentar, está demais!!!lololol :P
bjs
_malinha

Krippmeister disse...

Hahahaha! Nunca há dias aborrecidos na maravilhosa aventura da advocacia.

Nelson A. Soares disse...

Espero que percebam porque é que eu saí de Direito... xD


Adorei, não consegui parar de rir...





Stay Well

Alguém disse...

ihih O pior é que basta ir assistir a uma qualquer sessão, num qualquer tribunal, de qualquer parte do país, para se ver coisas do género ;-)

É a parte mais divertida! eheh

Filipa disse...

LOLOL!!! :D o último tá de mais... :D

Satine disse...

LOL !

eu ando na faculdade ainda e mesmo assim já temos algumas pérolas bem boas, imagino em pleno Tribunal..

aiii aii.. o que eu me ri :) muito bom!

ZaniNE disse...

Encorajadora, vibrante e sempre, sempre amiga com boas palavras para nós...

Vou (tentar) continuar o que estava a fazer... tendo em conta a emoção em que me encontro...? Snif, snif.

Beijoquinhas.

P.S. Tens um desafio no meu blog!

Skywalker disse...

Espero seriamnete que nunca faças perguntas desse tipo.

beijokas

Feitiozinho disse...

Olha, ora aí está uma boa ideia! Vou começar a gravar ou a documentar as minhas conversas do trabalho. Acho que daqui a algum tempinho sou capaz de ter um livro digno de um prémio Nobel:D

Eneida disse...

hahahaha
Adorei!
Você é minha colega, então!
Beijo.

Charmoso disse...

ahahahah Mas que grandes gargalhadas eu soltei com isto! eheheheheh

A que eu gostei mais foi desta última!

bjs com charme

Salto-Alto disse...

A TODOS:

Obrigada por todos os comentários!

Como podem ver pelo próximo post, o dia de hoje foi puxado (até porque o post só conta menos de metade do meu dia), por isso, infelizmente, não vou poder responder-vos individualmente.

Só queria deixar aqui um MUITO OBRIGADA a todos pelas vossas visitas e pelos vossos comentários! Espero honestamente que tenham gostado deste e dos outros posts. Obrigada, voltem sempre! ;)

BEIJOCAS!

@me@@@ disse...

he he

Snoopy disse...

ahahah!! muito bom!!! beijinho

quase Eu disse...

Ahhahh.. Como dizia a outra: "Duas palavras: Im-pecável..."

L!NGU@$ disse...

Tsc... tsc... advogados... :p

marta. disse...

adorei estas parvoíces :D
ahahaha