segunda-feira, 9 de junho de 2008

Óscar para argumento original, aqui vou eu!

Não sei como é que nunca se lembraram de fazer um filme cujo argumento se baseia na matança da família da personagem principal (que por acaso é um homem musculado, instuído em artes marciais e que sabe manejar todo o tipo de armas e artefactos mortais) que se decide vingar, mas tal sede de vindicta só cessa depois de matar 2738 homenzinhos que de tão cívicos que são, se colocam em fila para o atacar (um de cada vez, está claro, que isto não é nenhuma rambóia).

4 comentários:

Ninja! disse...

lolol!

Mas, grande disparate! Não há nada de comum entre o Justiceiro, qualquer filme do Van Damme, qualquer filme do... espera, afinal tens razão. Não deixam de ser fixes!

pensamentovadio disse...

para de estudar!!!!

Alguém disse...

Eiaaa... que original!!!! Qual é o nome? Tá no cinema? Em dvd? sim? sim? sim?
É que nunca vi nada parecido por isso...
ehehehe

Fiwipe disse...

E o Óscar para argumento original vai pppppaaaara...

...salto-alto!!"


Eles inventam cada uma lol