quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Vou fazer o impensável

Vou dizer que não gosto do Bruno Nogueira. E pronto, que venham as foices e os archotes.

Quando digo que não gosto dele, não me estou a referir a ele como pessoa, até porque não o conheço. Falo do Bruno Nogueira enquanto profissional. Nem sempre foi assim, bem pelo contrário. Quando ele começou a fazer as primeiras actuações no "Levanta-te e Ri", achava-lhe imensa piada. Aliás, tanto gostava do seu tipo de humor e do seu jeito de actuar em palco (sim, não é só mandar umas piadas, há que ter postura adequada ao tipo de humor e ele tinha-a) que fui ver um espectáculo dele ao vivo e adorei, foi mesmo muito bom.

Não gosto dele n'Os Contemporâneos. E não gosto por uma razão muito simples: sempre odiei e repudiei todas as tentativas de humor à base na humilhação de alguém. E é o que tem acontecido nos últimos episódios d'Os Contemporâneos.

Sinceramente, acho reprovável um humorista ir para as ruas, fazer perguntas a transeuntes (na sua esmagadora maioria idosos ou pessoas de cultura menos desenvolvida) e ficar a rir-se para a câmara com ar de gozo. Acho inadmissível o riso à custa da humilhação dos outros. E quando via aquelas partes do programa (depois do segundo programa seguido em que ocupavam uma grande parte do mesmo com essas entrevistas deixei de ver o programa, de todo) ficava a sentir pena das pessoas, porque foram simpáticas e quiseram ajudar aquele humorista no seu trabalho, e acabaram por ser alvo de gozo. Não suporto esse tipo de humor, aquele que só consegue ter piada (que, para mim, pura e simplesmente não tem) se se gozar alguém. Era a mesma coisa que um médico fazer-lhe perguntas de medicina e gozar com as suas respostas que, por ele não ter formação na área, seriam absurdas.

Senão vejam:




Acho ridículo, absurdo e vergonhoso que se recorra a estas situações para fazer humor. O que, a meu ver, não faz. Ainda se as entrevistas fossem combinadas, mas não, claramente vai-se para a rua e toca a gozar com as pessoas que até foram simpáticas o suficiente para os ajudar a fazer o trabalho deles. Vergonhoso.

Por ridículo que possa parecer, só falta gozarem com as pessoas que aceitam participar por elas serem gordas, baixas, brasileiras, africanas, etc etc etc. Pode parecer exagerado, mas será que se está tão longe disso?

Sei que actualmente é motivo de morte social dizer-se que não se gosta do Bruno Nogueira, do Nuno Markl ou de qualquer um dos humoristas do Gato Fedorento, por exemplo. Mas não é por isso que eu vou passar a gostar deste Bruno Nogueira ou do trabalho que ele faz. E gosto dos outros e do trabalho deles porque gosto, e não porque fica bem gostar.

53 comentários:

Eu mesma! disse...

por acaso concordo contigo...

O Bruno quando começou era um espanto... eu lembro-me que fui ver um espectaculo ao vivo do Homem que mordeu o Cão da Rádio Comercial e chorei chorei a rir...

agora...
gatos fedorentos...
contemporâneos...
e anuncios ridiculos da PT....

detesto....

Bruno Fehr disse...

Eu critiquei uma vez o Ricardo Araújo Pereira dos Gato Fedorento por uma piada infeliz, e quando fui comido vivo no blogue.

Concordo com o que dizes e vou ainda mais longe. A personagem que Markl criou para eles, O Chato. Qual é a piada? De que se riem as pessoas?

Eu vejo um deficiente físico e mental, que obviamente está a viver da segurança social a mandar as pessoas trabalhar. Ora, a piada está onde? No facto de ele ser deficiente e não poder trabalhar? A sério que não consigo esboçar um sorriso.

Há humor inteligente, há humor brejeiro, humor negro, non-sense e todos fazem sentido. O humor parvo, não faz.

Abobrinha disse...

Linda

Não vi os vídeos e só vi uma vez uns dos contemporâneos que me mandaram para o blogue e odiei. Mas tenho que me informar melhor para poder criticar.

Nunca gostei muito do Bruno Nogueira e odiei os anúncios parolos da Super Bock. E olha que eu gosto de homens altos e muito magrinhos (pancadas! Podía-me ter dado para pior!), por isso é grave!

Um que acho muito pior é o Telerural (ou algo parecido), a que de vez em quando assisto em casa dos meus pais: (falta de) humor à custa de gozar com um sotaque e a quem ele está associado. E aquele riso forçado em fundo, que é para se saber do que é que se deve rir.

Os anúncios dos Gato Fedorento há muito que são... falta-me palavras, mas digamos parolos só por simplicidade. E os Gato Fedorento por esta altura tinham obrigação de ser melhores, mas ainda continuam no nível de muito fraquinho. Não sei se leste a crónica dominical do José Diogo Quintela no Público: é tão forçada, tão forçada que não se entende! E eu já critiquei o moço no meu blogue há para aí meio ano e parece-me que só piorou!

Infelizmente o humor massificado não aprendeu nada com o excelente humor e excelente escrita da blogofera. Ou seja, só não vê quem não quer mesmo!

Fênix disse...

Bem, concordo e assino por baixo.

Mas o simples facto de ele se chamar Bruno, pah, grande gajo!!


Agora a parte artistica, no coment.


Beijo

@me@@@ disse...

Falas-te muito bem agora... concordo!!! Parece que é moda e muito engraçado andarmos a gozar com a ignorância dos outros...

Eneida disse...

Também não sou de achar graça da ignorância alheia.
Tenho pena.
Por aqui também há esse tipo de programa, e tem muita gente que acha interessantissimo.
Falta de cultura de alguém não é motivo de chacota.
Não gosto e não vejo graça nenhuma.
Concordo contigo!
Beijo!

Miss Kitty disse...

Não costumo ver esse programa mas gozar com a ignorância é sempre muiiiiito feio!

BJS*

Rafeiro Perfumado disse...

Morte social? Isso é forte, jove. Morte social será no dia em que não puderes expressar a tua opinião.

Beijoca!

PS: eu detesto Saramago, não lhe acho piada

Frutinha disse...

Olha... Desafio para ti no meu blog :p

Tecnenfermaginando disse...

bom dia:)
não conhecia o trabalho nem de um de outro.

no brasil as coisas tb não divergem mto disso, infelizmente parece uma cultura de novos tempos.

ainda nos restaram alguns, de fino porte e de humor nato, mas o problema deles (em sua maioria) é por conta da audiência da tv que acaba exigindo deles uma performance mais atuante.

coisas, coisas...

Sad Tear disse...

Não costumo ver esse programa, mas pelo que vi aqui realmente gozar com os outros não se faz....é triste!

★ Aralis ★ disse...

Não costumo ver os contemporâneos ...
Mas do que vi aqui também ñ perco muito...
Sou sincera, acho que o humor nacional já teve melhores dias, na sua generalidade...
Mas ñ só te aplaudo por expressares a tua opinião, como o facto de o fazeres de uma forma tão própria!
jokitas kida

sweetie disse...

Eu adoro o Bruno Nogueira! Pela postura, pela forma como fala e pelo que diz.. mas acho que "Os Contemporâneos" não é o programa mais feliz, ainda que tenha sketches muito bons. Realmente fazer humor às custas dos outros não é nada bonito. E fazes bem em não teres reservas em dizer o que gostas e não gostas. Mal corria se todos gostássemos do mesmo! ***

Minhoca disse...

Tb lhe acho piada, no entando os contemporaneoas não têm piadinha nenhuma, ali sta a perder a piada toda q tinha realmente.

Bjsss

Ninja! disse...

Não podia estar mais de acordo contigo. E o pior é que se o programa tem 40mins por exemplo, 20 são ocupados nesta bodega!

Rita disse...

Eu acho um piadão ao Bruno e aos Contemporâneos :P mas cada um gosta do que gosta :) beijinho*

Minhoca disse...

Tens um miminho q e tb um desafio la no meu canto à tua espera :)

Lize disse...

Tens direito à tua opinião, e concordo contigo: o Bruno Nogueira do "Levanta-te e Ri" era espectacular, este dos "Contemporâneos" não tem lá grande piada...


Beijocas :)

Kal disse...

Isso é tudo verdade e tb não acho piada a essas partes do programa...acho até de mau gosto...mas tb faz umas coisas engraçadas, como os panisgas ou o gajo chato e despaçarado que não se apercebe que está a ser assaltado...

DANTE disse...

Confesso que não vejo os contemporaneos , mas não me choca o que dizes.
Sempre foi fácil 'gozar' com os outros , até eu o faço por vezes , mas isso de forma alguma me faz insensivel ás questões ou aos problemas das pessoas.
Mas é só a minha opinião , e aceito plenamente a tua Salto Alto.

Jokas :)

Angelik disse...

Não acho que sja a tua "morte social", cada um gosta do que gosta e pronto!

Eu gosto do Bruno Nogueira, "Contemporâneos" e adorava ver o "Levanta-te e ri" e os "Gatos Fedorentos" da Sic Radical...
Mas admito que gozar com a ignorância dos outros não é inteligente e não é humor... é gozo negativo!
Beijocas

Precious disse...

Confesso que sou fã d' Os Contemporâneos e do Bruno Nogueira mas também devo admitir que acho mal o tipo de humor que se baseio no gozo aos outros. A questão que se coloca aqui é até que ponto aquelas pessoas não se deixam gozar ? Se eu não sei falar sobre determinado assunto não falo, nem que fosse o Brad Pitt a pedir.me!

Acho mesmo que, muitas daquelas pessoas, falam do que não sabem (daí serem alvo de gozo) porque têm uma câmara à frente. Se o Bruno lhe faz uma pergunta e eles não sabem responder que digam que não sabem, não se ponham a tentar arranjar respostas todas elaboradas que só os faz parecer alvo de gozo!

Não estou a criticar a tua opinião, até porque como já disse sou contra esse tipo de humor (o qual o Herman, por exemplo, também praticava em relação aos seus convidados!) só acho que neste caso em concreto as coisas têm que ser bem analisadas!

Há muita boa gente que, para aparecer, sujeita-se às mais tristes figuras. Gozá-las ? Acho que sim! LOL **

Super Poderosa disse...

Eu gosto do Bruno Nogueira e apesar dessas reportagens serem mázinhas, têm a sua piada....:-)

"está a par dos efeitos nocivos do telemóvel?"
"tou, tenho-os lá em casa!"

:-):-):-)

Xuxy disse...

Acho que ainda estamos num país livre, penso que ainda podes dar a tua opinião sem seres chacinada =oP.
Eu também já achei mais graça ao Bruno Nogueira. Quanto aos contemporâneos, quando andavam a fazer publicidade até achei que ia ser um programa engraçado...mas...vi 1 ou 2 vezes e não achei graça nenhuma!
Quanto aos vídeos, antes de os ver, e pelos teus comentários pensei que eram piores(em termos de ele gozar com as pessoas), mas sinceramente não achei piada nenhuma a nenhuma das entrevistas....

Lita disse...

Acho que fazes muito bem em dizer o que pensas!!! Quanto a mim, nem seuqre vejo. Definitivamente, não é o meu género! Beijos

Bloguótico disse...

Tenho uma mana justiceira e com princípios... roam-se de inveja! ;)

Eu não costumo ver Os Contemporaneos... ainda assim já vi esse tipo de humor de k falas! Concordo que essas situações são ridículas, mas tb devo admitir k knd vi pela 1ª vez uma dessas cenas, ri-me bastante! Pronto... muito!
Mas é como dizes, os tipos exageram... kia ver se faziam o mesmo com pessoas mais novas e cientes do ridículo a k se expôem!

Fada disse...

Olá!

Concordo contigo e com a Abobrinha, quando só existe "piada" às custas da ignorância dos outros... como todos os programas de humor, ambos têm momentos melhores e piores, mas o que é demais "cansa"... O Telerural, então, é absurdo... E transmite uma ideia muito errada da ruralidade e do Interior, que já não é muito bem visto... Eu vivo no Interior, "ando no campo" e confesso que a qualidade de vida cá é superior à das cidades grandes. Demoro 5 mins do trabalho a casa (3kms), tenho fácil acesso a tudo (teatro, cinema, hospital...) e no campo, as pessoas são simples, generosas e simpáticas. E não broncas e parvas.

Um dia destes faço um post sobre a ruralidade...

Beijitos e boa tarde, princesa!

_Malinha viajante disse...

Saltinho estou completamente de acordo...eu até gosto dos Contemporaneos mas realmente a parte das entrevistas era escusada!
bjs
_malinha

Ominona disse...

Quando comecei a lêr o post e li: "não gosto do Bruno Nogueira". Pensei, fogo! A Saltinho afinal não é perfeita! LLOLL:)
Mas depois segui a leitura e percebi porquê. Continuo afinal com a minha opinião;)

Eu não vejo esse programa, nunca me deu para isso. Mas acompanho o blog do Bruno, e aí adoro o que ele escreve. É aquele humor dele! Que eu conheci, desde os seus tempos de Stand up.
Fazer humor a gozar com os outros, não suporto. Mas, a verdade é que as pessoas tb fazem por isso. Não se fala daquilo que não se sabe só para aparecer na TV.
Bjos!

lilipat2008 disse...

Não podia estar mais de acordo...sempre gostei do Bruno Nogueira, mas ultimamente tem-se "degradado". Não sou muito apreciadora dos Contemporâneos...ultimamente nem tenho acompanhado, e, pelos vistos, ainda bem...acho deplorável este tipo de "humor"(?)...

bjitos

Pearl disse...

Concordo contigo e na televisão estatal ainda é mais vergonhoso!

beijinho

Mimo Azul disse...

Afinal a tua opinião até é geral :)
Nunca vi os contemporaneos... upsssss

mas realemente se já só sabem fazer humor à custa de diminuir os outros, vamos mal...

bjcaaaaaa

skept disse...

acho q mt bem q nao gostes, eu tb nao gosto mas nao deixo de me conseguir rir. temos pena :P

e detesto o nuno markl, é o tipico q pensa q tem piada, tenta ter piada, e continua sem conseguir. temos pena.

e desculpa o interregno de comentarios, mas sabes como é a vida! ainda assim venho dando aqui uns "saltos"
bj

marta. disse...

mas eu concordo totalmente contigo...
antes ainda dava gosto ouvi-lo!
agora, valha-me deus!

Fifi & L disse...

Ah sim!!!
Estou de pleno acordo com este post!!!Eu em 1º lugar não vejo isso (simplesmente porque não calha),e em 2º lugar até gosto desse genero de humorismo,mas não cmo quando tu dizes o façam à custa de gozar com outros...isso não!! Reprovo igualmente..
Bem dito sim senhora!!
Fica bem✿fifi✿

izzie disse...

Como vês, a morte social a ti não te afecta... o pessoal até concorda... incluindo eu!

Com todas as partes do post mesmo... gostei da 1ª serie d'Os contemporaneos... mas a 2ª... :P

Só passo por lá quando me lembro e é pelo Nuno Lopes...

Beijo

rosemary disse...

Eu confesso que nunca achei muita piada aos Contemporâneos. Quanto ao Bruno, acho que este foi um dos momentos mais infelizes dele. Ele até tem algum talento mas às vezes faz e diz coisas que mais valia estar queitinho...
Bjs*

Gracinha disse...

N vejo isso .

XS disse...

Muitíssimo bem dito, Salto. Explorar as debilidades dos outros, sejam elas de que natureza forem, é por si só, deplorável.
Acabo de ver os teus vídeos e estupidez à parte, não achei piada nenhuma!

Beijinhos :)

pepita chocolate disse...

Concordo plenamente contigo! Parece-me uma postura muito reles, a dele.
Situação idêntica se verifica na Liga dos ùltimos...o programa é feito à base deste tipo de entrevistas.

Não consigo ver...mudo e acabou-se.
O teu post é louvável, muito mesmo!

Bjs

inwhitelight disse...

Apesar de gostar do trabalho dos muitos humoristas que fazem esse programa reconheço que nunca tinha visto. E de facto entendo o teu ponto de vista, é o caminho mais fácil para se ser engraçadinho...

Eu mesma! disse...

desafio do meu lado!!!!!!

pois é... mais um!
e este é tb para responder!

jinhos

Satine disse...

é a tua opinião.. bem explicada e fundamentada, mas mesmo assim..

eu cá adoro o Bruno! :)

kiss kiss*

Ci disse...

Concordo ctg.Ha mais maneiras d fazer as pessoas rir,sem ser à custa dos outros.E realmente,os contemporaneos n sao um programa mt feliz (no k diz respeito a carreira do bruno,enquanto humorista).Acho k o mm n s pod sizer do Nuno,k tem imensa piada!Adoro-o!=)

Cat disse...

eu vi agora os videos...
realmente tens razoe...
por acaso ainda nao tinha assiido aos contemporaneos, tanto se calhar pq nao sao programas que me interessem, mas...
adorava ver o bruno nogueira no levanta.e eri...
realmente a televisao e as pessoas fazem de tudo para ganhar dinheiro...
enfim...

Wish disse...

Eu então deve ter por ele uma relação estranha...não gosto de ver nada onde ele entra, mas adoro o "Corpo dormente"! Bj*

de Marte disse...

As pessoas sabem que estão a falar para um programa de televisão. Uma vez que não são figuras públicas podem rejeitar (porque têm direito à preservação da imagem) a transmissão áudio e vídeo do seu testemunho.
Da quantidade de pessoas que o Bruno deve entrevistar, só passam na tv as que são, de uma maneira ou outra, passíveis de terem piada.
E é óbvio que se acharem piada entrevistarem-me a mim e perguntarem-me o que acho do uso da formiga da patagónia como alimento-base dos astronautas que partem nas missões da Nasa ao espaço... pois bem... não vou saber responder. E daí??
Estas pessoas existem, são reais, aquilo não é montado. O Bruno precisa delas para trazer piada para o programa, as pessoas consentem o uso da sua imagem. Parece-me tranquilo o negócio. E ainda por cima, para além das imagens passadas, o Bruno dá-se mesmo com as pessoas e as pessoas agradecem que alguém vá falar com eles e lhes dê atenção. Sentem-se importantes, e daí consentirem a edição e transmissão da entrevista. Deixem os velhotes ser felizes e aparecer na tv. Mesmo sem dizerem nada de jeito, deixem-nos ligar aos familiares a dizer "vou aparecer no show daquele rapazinho muito alto e magrinho. Aquele, o filho da Maria Ruef!!!"
Deixem o Mantorras jogar. Deixem o Bruno crescer e tornar-se um grande cómico. Lá chegará!...


Kisses
from Mars!

Pedro Barata disse...

Também já gostei mais dele!

Luis Bento disse...

Concordo. A esse nível nada como o Woddy Allen que goza com ele próprio..

CG disse...

Gosto do Bruno Nogueira como profissional, mas também não acho piada nenhuma ás entrevistas de rua. Big Kisses

Nuno disse...

Eu não tenho nenhum problema em dizer que não gosto do trabalho do Nogueira e que gosto menos ainda 'Os Contemporâneos. Lembro-me de estar bastante expectante à espera do primeiro episódio e... Foi a mais completa desilusão. Suficiente para não voltar a perder o meu tempo a ver aquilo. Foi tão fraquinho, mas tão fraquinho, que me admiro como é que aquilo pôde estar no ar tanto tempo. Muito sinceramente, não acho vergonha estares a criticar o trabalho feito pelo Nogueira.

LopesCa disse...

Foi no meu voo mas não fez piadas ;)

Salto-Alto disse...

OBRIGADA a todos pela vossa visita e pelos vossos comentários. É muito bom saber que gostam do meu cantinho e que o visitam. A todos vós dirijo o meu mais sincero OBRIGADA! Ter o vosso feedback é muito importante e encorajador para continuar por aqui a partilhar convosco as minhas maluquices. Por isso vos agradeço a vossa presença.

Quero também pedir desculpa. Sei que tenho andado ausente e que agora só respondo aos vossos comentários post sim, post não, mas não tenho tido mesmo tempo! E no pouco tempo que tenho para andar por estes lados, aproveito para visitar e cometar os vossos blogues, porque acho que é mais importante para vocês, não podendo realizar as duas coisas, que eu vá ao vosso cantinho e comenta lá do que responder aqui.

Obrigada pela compreensão. Sempre que eu puder, respondo-vos aqui, até por que gosto da interacção que sempre tive com os meus comentadores no formulário de comentários.

Mais uma vez, obrigada pela vossa presença, pela vossa simpatia e pelo vosso carinho!

Beijocas bem grandes!